Menu

Exercício físico e Epilepsia

Não é de hoje que muitos Profissionais da Saúde difundem informações ultrapassadas. É constante vermos alguns profissionais negarem que a prática de exercício físicos não é indicada para pessoas que possuem algum problema de ordem neurológica, cardiovascular, ósseo, entre outros.

No Entanto, quem acompanha a evolução da ciência do exercício, está apto a prescrever exercícios para todos os tipos de públicos, sejam saudáveis e/ou especiais. Nesse post de hoje, trago alguns dos benefícios promovidos pela prática regular de exercícios físicos para as pessoas que possuem Epilepsia. Veja uma breve informação sobre essa doença e sua relação com os exercícios físicos.

A epilepsia é uma doença neurológica comum e encontrada em ~2% da população. Pode afetar pessoas de todas as idades, predispondo a convulsões. Além disso, pode promover outros problemas de saúde, tais como:

Doenças cardíacas;

Demência;
Resistência à insulina;
Obesidade;
Aterosclerose;
Redução do VO2max (Hamed, 2014; Keezer et al., 2016; Fisher et al., 2005; Arida et al., 2008; Capovilla et al., 2016).

Frente tudo isso, sabe-se que o exercício físico praticado de forma regular, no volume e tipo correto pode promover:

↑qualidade de vida;
↑bem-estar;
↑VO2max;
↑força muscular;
↑carga de trabalho;
↓massa corporal;
↓%gordura;
Ajudar na gestão da frequência de crises (Arida et al., 2010; Capovilla et al., 2016).

Contudo, para que esses benefícios sejam evocados, a correta gestão e prescrição dos programas de exercício físico depende do conhecimento dos profissionais. Não basta querer! É preciso saber! (Vancini et al., 2015).

Você já sabe? Não!? Então comece memorizando a seguinte informação:

“Pacientes com epilepsia devem ser encorajados a praticar exercícios físicos regulares, pois isso é benéfico para a saúde e não exacerba a frequência das crises” (Arida et al. 2018; Vancini et al., 2016).

E se tiver algum parente, amigo, colega, vizinho que ainda utiliza os mitos demoníacos para justificar o sedentarismo, repasse as informações atualizadas e incentive essas pessoas a praticarem exercício físico e melhorarem a qualidade de vida delas e da família que a cercam.

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp)
Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp) Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

No comments

Deixe uma resposta

UserOnline

SAIBA MAIS