Menu

Tradicional, pirâmide crescente ou drop-set: Qual é melhor?

Qual método de intensificação do treino pode te proporcionar melhores resultados: pirâmide, drop-set ou o treino tradicional? Vamos entender um pouco sobre isso…

Um grupo de pesquisadores buscaram descobrir se um tipo de treino era mais eficiente do que o outro em relação aos ganhos de força e hipertrofia. Para isso, um grupo com 32 homens foram divididos em dois grupos e avaliados da seguinte forma:

  1. Grupo 1: em uma das pernas fazia o treino tradicional ( 3-5 séries com 6-12 repetições). Já a outra perna fazia o treino com o método pirâmide crescente (3-5 séries com 6 – 15 repetições) até a falha muscular.
  2. Grupos 2: uma das pernas também era treinada no método tradicional e a outra perna treinava com o método drop-set (3-5 séries com 6-15 repetições) até a falha muscular.

Após 12 semanas de treinamento, os participantes foram reavaliados. Em relação aos ganhos de força, os 3 grupos ganharam de forma semelhantes. Já em relação a hipertrofia, eles também tiveram ganhos similares.

Portanto, não houve diferença significativa entre os grupos.

Veja o momento e opte pelo método!

Bons treinos e prescrições a todos!

 

Referência:

 

Angleri, Ugrinowitsch & Libardi. Crescent pyramid and drop-set systems do not promote greater strength gains, muscle hypertrophy, and changes on muscle architecture compared with traditional resistance training in well-trained men. European Journal Applied Physiology, 2017.

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp)
Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp) Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

No comments

Deixe uma resposta

UserOnline

SAIBA MAIS