Menu

Qual tipo de treino devo priorizar: Musculação ou Corrida?

A resposta para essa pergunta possui algumas peculiaridades!

 

Imagine 2 carros: uma Ferrari e um Fusca! A Ferrari possui um motor potente (músculos), uma ótima tubulação (sistema cardiovascular) e está sem combustível (sistema respiratório). Já o Fusca possui um motor ruim (#músculos), tubulação em perfeito estado (sistema circulatório) e o dono do Fusca é dono dos postos Ipiranga (sistema respiratório), ou seja, tanque cheio de combustível!

.

A Ferrari apesar da potência terá dificuldades em mover-se e o Fusca apesar do combustível terá uma baixa potência. Agora pense que a Ferrari é o indivíduo que só treina Musculação e o Fusca é o indivíduo que só corre! No final das contas uma das valências ficará aquém do desejável.

 

Então quer dizer que é importante trabalhar as duas valências? Sim!

 

Mas será possível melhorar as duas valências com apenas um dos tipos de treino? Talvez! Dependendo do método de treino adotado na musculação os indivíduos podem aumentar um “pouquinho” o VO2max. Porém esse aumento estará longe daquele proporcionado pelo treino de corrida.

 

E o contrário, pode acontecer? Aumentar a massa muscular correndo? Prefiro dizer que não. Apesar de trabalhos com corrida em declive mostrarem microlesões no músculo quadríceps, esse aumento estará longe de um programa crônico de musculação!

 

Agora pense bem!

Se a meta é hipertrofiar os músculos é Musculação!

Se a meta é aumentar o VO2max é corrida!

 

🚲E o ciclismo? Bom…ficará para outro post!

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp)
Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp) Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

No comments

Deixe uma resposta

UserOnline

SAIBA MAIS