Menu

Musculação e HIIT

Uma das maiores discussões na área do treinamento permeia em torno da classificação de treinamento concorrente e treinamento combinado. No contexto, uma possível interferência do treinamento aeróbio sobre a musculação no que se refere aos ganhos de hipertrofia e força sempre foi questionado no meio cientifico (Wilson et al., 2012).

Contudo, um dos tipos de treinamento aeróbio denominado como treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) envolve repetições curtas (duração) de alto esforço (intensidade) com períodos de recuperação entre os esforços.

Sendo assim, fisiologicamente, esse tipo de estimulo pode se assemelhar e partes ao da musculação, no que se refere a aplicação de estresse muscular, seguidos de períodos de recuperação entre eles, nesse sentido, o HIIT poderia ser um estimulo combinado ao da musculação, e não concorrente (Hanson, Stepto e Bishop, 2016).

Em uma revisão sistemática e meta-analise conduzida por Sabag et al., (2018), foram revisados 4.553 artigos sobre a influência do HIIT combinado a musculação para ganhos de hipertrofia e força, ao final do estudo, não foi constatado um efeito negativo do acréscimo do HIIT a musculação, fortalecendo a ideia de estimulo combinado.

Diante desses achados, ao montar/executar a sua planilha de treino, leve em consideração que o HIIT, principalmente aqueles feitos na bike, além de realizar extensão e flexão de quadril, bem como joelho, também promovem estresse muscular nos grupamentos musculares envolvidos nesses movimentos, não devendo ser prescritos como um estimulo totalmente diferente, mas sim como um acréscimo ao treino de membros inferiores por exemplo. Ressaltando que, treinar “perna” em um dia e fazer HIIT na bike no dia seguinte, parece não ser a melhor estratégia para hipertrofia, levando em consideração a recuperação muscular.

Se você for um praticante ou professor, lembre-se que o acúmulo de sobrecarga em um determinado membro pode ser prejudicial, uma vez que, o processo de recuperação demanda tempo. É no descanso que “anabolizamos” e, consequentemente, construímos massa muscular.

Bons treinos e boas prescrições!

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp)
Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp) Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

No comments

Deixe uma resposta

UserOnline

SAIBA MAIS