Menu

Mulheres e musculação: vai ficar GRANDE?

Quem nunca escutou uma mulher dizendo: “Eu tenho tendência em ficar grande”; “Meu braço já é grande, ganho massa fácil”; “Não quero fazer musculação pesada, pois não quero ficar grande” … Essas e outras afirmações quanto a relação do sexo feminino e musculação, são muito comuns dentro dos centros de atividades físicas. Será que procede? Vamos entender…

Antes de tudo, devemos salientar que mulheres tem uma percepção diferenciada quanto ao físico no momento em que se olham no espelho. Isso é normal! Mas, será que a musculação vai deixar elas ficarem GRANDES?

A resposta é: DEPENDE. Por quê? Porque se a mulher treinar musculação de forma natural (sem uso de ergogênicos) ela não vai ficar grande. Mas, se a mulher utiliza de ergogênicos, o que deixa de ser natural, com certeza, ela terá um aumento de massa magra considerável em relação a mulher “natural”.

O principal hormônio que contribui para o aumento de massa magra é a testosterona. Esse hormônio tem maior predominância e secreção nos homens. As mulheres secretam esse hormônio 10x menos em relação ao homem. O principal hormônio anabólico feminino é a progesterona, que geralmente é liberada no meio do mês e atua mais nos membros inferiores, mas com menor expressão quando comparada ao hormônio testosterona. Isso explica o motivo, de maneira geral, as mulheres terem membros inferiores mais avantajados quando comparado aos homens.

Então é isso. Se a mulher treina natural, não vai ficar GRANDE. Ao passo que, se utilizar de recursos ergogênicos, aumentará sua massa magra de forma considerável. Portanto mulheres, não deixem de treinar seus membros superiores, a musculação (sozinha) não irá te deixar com braços grandes. Essa modalidade pode te deixar com braços definidos, menor percentual de gordura o que pode lhe transmitir a sensação de grandeza. No entanto, isso é apenas resultado de uma sinergia entre alimentação e frequência nos treinos.

Não fique sem treinar!

Bons treinos e prescrições a todos!

 

Referência:

Cureton et al, 1988. Muscle hypertrophy in men and women. Med Sci Sports Exerc.

Ribeiro et al, 2014. Analysis of the training load during a hypertrophy-type resistance training programme in men and women. Eur J Sports Science.

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp)
Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp) Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

No comments

Deixe uma resposta

UserOnline

SAIBA MAIS