Menu

Levantamento lateral

O exercício de levantamento lateral objetiva ativar as partes acromial e clavicular do músculo deltoide, o músculo supraespinhal, o músculo serrátil anterior e a parte descendente do músculo trapézio (LIMA; PINTO, 2006).

 

Esse exercício consiste na realização de uma abdução da articulação do ombro, com uma amplitude por volta dos 80-90º. Uma variação desse exercício é a manutenção dos cotovelos em um ângulo de 90º, entretanto isso pode diminuir o torque uma vez que, segundo as leis da biomecânica, o braço de alavanca será menor (HAMILL; KNUTZEN, 2008; KNUDSON, 2007). Esse exercício possuí diversas variações: sentado com halter, sentado no aparelho, em pé com halter, em pé no aparelho, entre outras. Contudo, um erro comum na realização desse exercício é deixar o braço ultrapassar a linha horizontal da articulação do ombro. Por quê? Simples! Ao ultrapassar os ~90º na articulação do ombro, a musculatura alvo será modificada, uma vez que a escápula passará a se movimentar e ser a responsável pelo aumento da amplitude. Adicionalmente, algumas estruturas, como por exemplo o tendão do músculo supraespinhoso, podem ser comprimidas.

Achou interessante e quer ter acesso a mais conteúdos formativos e informativos?

 

Fique de olho na próxima postagem!

 

Referências:

 

HAMILL, J.; KNUTZEN, K.M. Bases biomecânicas do movimento humano. 2.ed. Barueri: Manole, 2008.

 

KNUDSON, D. Fundamentals of biomechanics. 2.ed. California: Springer, 2007.

 

LIMA, C.S.; PINTO, R.S. Cinesiologia e musculação. Porto Alegre: Artmed, 2006.

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp)
Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp) Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

No comments

Deixe uma resposta

UserOnline

SAIBA MAIS