Menu

Existe diferença entre estímulo TENSIONAL e METABÓLICO?

A denominação: tensional e metabólico, é apenas uma divisão didática com o objetivo de facilitar o entendimento e a organização dos treinos. Não há atuação exclusiva de uma via, e sim, uma interação em diferentes níveis entre elas.

Sabe-se que todos os métodos e estímulos podem acumular metabólitos, gerar microlesão e mecanotransdução. O resultado final independe do estímulo, não há diferença morfológica.

Mas como é realizada essa divisão didática? Vamos lá…

Bom, quando treino é realizado com estímulo tensional, ocorre uma ênfase nos estímulos mecânicos, ou seja, um favorecimento na carga, na amplitude de movimento e nas ações excêntricas. Em relação a ênfase na fase excêntrica do movimento, essa ação é justificada pelo fato de que é o momento em que mais ocorre microlesões na musculatura trabalhada. Outras características desse tipo de estímulo são as cargas altas, descanso longo entre séries e execução dos exercícios com técnica correta.

Já, quando treino é realizado com estímulo metabólico, ocorre uma ênfase nas alterações locais, favorecendo o acúmulo de metabólitos. Existe uma ênfase na fase concêntrica do movimento. Outras características desse tipo de estímulo são as cargas baixas, alto tempo sob tensão e descanso curto entre as séries.

Portanto, agora que sabes a diferenças entre os dois estímulos, procure alterna-los. O estímulo tensional promove maior sobrecarga nas articulações, ao passo que, o estímulo tensional promove menor sobrecarga.

Bom treino a todos(as)!

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp)
Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp) Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

No comments

Deixe uma resposta

UserOnline

SAIBA MAIS