Menu

Evolução ou involução?

A espécie humana existe há aproximadamente 50 mil anos e, desde os primórdios da espécie, até recentemente, o estilo de vida envolvia a prática de atividades físicas para a busca de alimentos, locomoção e atividades laborais. No entanto, com o avanço da tecnologia, a revolução industrial, o estilo de vida da maior parte da população mundial passou a ser sedentário, o que contraria o genótipo e o fenótipo que perpetuaram durante muitas gerações. Esse paradoxo está diretamente associado com o desenvolvimento de inúmeras doenças crônico-degenerativas, o que gera enorme custo financeiro e ainda diminui a qualidade e a expectativa de vida das pessoas.

É sabido que pessoas que executam atividade física ao longo da vida, seja qual for a modalidade e /ou atividade, apresentam menor risco/chance de desenvolver diabetes tipo II, doença coronariana, osteoporose, câncer, depressão, demência, doença de Alzheimer, entre outros. Além disso, essas pessoas também apresentam menor risco de morte quando comparado a pessoas inativas.

Por outro lado, pessoas jovens fisicamente ativas que diminuem seu nível de atividade física passam a sofrer alterações metabólicas em poucas semanas. Um exemplo de redução do nível de atividade física, é quando o indivíduo opta por utilizar escada rolante ou elevador ao invés de escadas que necessitam de “esforço” físico.

De fato, a tecnologia nos ajudou muito. Se você está lendo esse texto, é devido a tecnologia. No entanto, ela também prejudicou o ser humano quando se fala sobre ser fisicamente ativos. Nesse sentido, parece que tivemos uma involução, quando comparado aos antepassados.

Exercite-se! Movimente-se! O seu corpo e sua saúde, agradecem!

Bons treinos e boas prescrições.

Referência:

ANDRADE, M.S; DE LIRA, C.A.B. Fisiologia do Exercício. 1ª ed. Manole. São Paulo. 2016

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp)
Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

João Pedro: Graduado em Educação Física / Mestrando em Ciências da Saúde (@navesjp) Ricardo Viana: Graduado em Educação Física / Doutorando em Ciências da Saúde (@prof.ricardoviana)

No comments

Deixe uma resposta

UserOnline

SAIBA MAIS